Feng Shui para o Hemisfério Sul – por Joseph Yu

Feng Shui para o Hemisfério Sul

Joseph Yu


A Grande Questão

O Hemisfério Sul é diferente do Hemisfério Norte em muitos aspectos. As quatro estações são completamente diferentes. Quando é primavera no norte, temos outono no sul; quando eles tem o verão no norte, nós temos o inverno no sul. Além disso, devido à rotação da Terra, existe o Efeito Coriolis que faz as correntes do oceano girarem no sentido horário no sul enquanto este movimento é anti-horário no norte. A princípio, parece lógico que os métodos que empregamos no Feng Shui devem ser modificados quando praticados no Hemisfério Sul.

Dividir uma Casa em 9 Retângulos ou 8 Fatias

Este parece ser um assunto controverso. As duas maneiras de analisar o feng shui de uma casa possuem bases diferentes. Compará-las é como comparas maçãs e laranjas. Leia adiante para ver de que se trata cada método e decida você mesmo qual seguir.

Antes de uma casa ser construída, o qi do Céu e o qi da Terra encontram-se na superfície da terra. Quando uma casa é construída, o Homem está construindo a casa na Terra, sob o Céu. Cria-se então o que se conhece como Coração do Céu. Um mapa de estrelas pode ser desenhado para a casa, de acordo com as direções de face e assentamento da casa. Este mapa não pode ser modificado até que seja alterado o Coração do Céu. Isto pode ser feito por algo equivalente a reconstruir a casa para dar-lhe uma nova vida. Essa é uma outra questão complicada.

Feng Shui Tradicional Chinês x Chapéu Preto

Nas últimas décadas nós, ocidentais, fomos apresentados ao Feng Shui e a muitos outros conhecimentos de origem chinesa. Conceitos filosóficos ou de saúde já puderam ser, aos poucos, melhor assimilados por nossa mente lógica. O Feng Shui, no entanto, tem sido protagonista de diversas controvérsias, por nossa dificuldade em transportar 3.000 anos de pensamento oriental para o nosso ambiente físico.

As questões mais frequentes relacionam-se ao popular Feng Shui do Chapéu Preto, chamado por Mestres Chineses de Pseudo-Feng Shui ou “Fast Food Feng Shui”.

Nem Todo Feng Shui é Chinês

Sempre vemos o Feng Shui ser definido como uma arte Chinesa de harmonização de ambientes, mas nem todo Feng Shui é Chinês. Por exemplo, o Feng Shui do Chapéu Preto, o mais divulgado no Brasil, tem origem Tibetana. Seu nome completo é “Feng Shui da Seita do Chapéu Preto do Budismo Tântrico Tibetano” e seu maior difusor no Ocidente é o Mestre Lin Yun (1). Vejamos a definição desse tipo de Feng Shui dada por Sarah Rossbah (2), a mais famosa discípula de Lin Yun:

Feng Shui no Ambiente de Trabalho

O Feng Shui é uma combinação de arte e ciência, praticada na China há mais de três mil anos, cujo objetivo é manipular as energias do ambiente para que ele exerça a melhor influência possível sobre seus ocupantes. Ele pode ser trabalhado com igual eficiência em residências e ambientes de trabalho.

Harmonia e equilíbrio são importantes conceitos que, quando aplicados ao local de trabalho, promovem um ambiente de cooperação, aumentando a produtividade e, mais importante, potencializando energias positivas para a empresa.

Feng Shui – Perguntas e Respostas

•  O Feng Shui faz parte de alguma religião?

Apesar do tom esotérico com que a mídia trata o Feng Shui, ele é uma ciência metafísica Chinesa. Não uma ciência como estamos acostumados no mundo ocidental, mas originada da observação da natureza durante alguns milênios. O Feng Shui existe e tem se aperfeiçoado por 3 mil anos.

Aline Mendes · Casa Quantica Rolar para cima